Meu mundo

Idealizo um mundo de felicidade
Onde a dor do desamar passa por longe
Viajo em um barco de vitalidade
Vejo o amor em meu horizonte.
Não sei o que é dor de amor
Muito menos solidão vivida
Acalento minha alma de calor
Iluminando minha esplendorosa vida.

Sonho com um prazer satisfatório
Vivo para amar, amo para viver
A esperança, em minha vida, faz morada
Que na alma, alimenta-me a fé de ser.

Ao retornar de uma realidade absoluta
Por meio dos ouvidos, o coração escuta
Uma idealização quase enganosa
Existente em uma realidade fantasiosa.

Me perco neste mundo, pois é minha saída
Escondo-me da dor, solidão e da vida
Alertam-me! Que é impossível vencer os obstáculos
Tentando fugir das responsabilidades.