Homem Agricultor


Sou um homem trabalhador e feliz na roça
Carrego o meu chapéu de palha e a carroça
Tenho a alegria de ser sertanejo no coração
As atitudes viajam no caminho da gratidão.


Debaixo de chuva, vou à luta em busca do pão
Desperto-me ao som do cântico do galo choco
Na beleza exaltante do amanhecer, reflito um pouco
Entrego-me a Deus em fervorosa oração.


Assim sou eu, um matuto, um sabichão
Com a mão na terra, me acalmo e fortaleço
Na dignidade do meu trabalho é que exerço


Sou um agricultor, sou da terra e tenho orgulho
Em constante luta no dia a dia, quase não durmo
Sou da roça, sou feliz e sou matuto.

Comentários

As postagens mais Vistas

Divino amor

Meu Jardim Florido