Manhã de Domingo | A descoberta

Depois de certo tempo, os jovens resolveram entrar quarto e viram aquelas pessoas reconhecidas como exemplares tristes e que ao mesmo tempo, surpresos, pois não os esperavam naquele dia. Os jovens olharam para o casal, que no momento encontrava-se abraçado num ato abençoado de companheirismo e de amor, e confessaram de ter ouvido todo teor da conversa. Disseram ser admiradores de tanto companheirismo e amor sincero; uma importante referência que aquele casal de senhores representavam na vida deles.


O senhor e a senhora, logo, agradecem as palavras de reconhecimento e confirmam o motivo de suas tristezas. Não sabiam que o filho estava mais próximo do que eles ali pensavam. A namorada do rapaz começa a perceber a semelhança entre a história que o rapaz sempre contava-lhe e aquele acontecimento. Ela começa a contar que há 20 anos, os pais adotivos do rapaz encontraram uma criança, que alguém tinha deixado na porta de sua casa e que criaram como se fosse filho.


Depois que cresceu o jovem soube da verdade e quis procurar os pais biológicos, busca que terminou sem sucesso. Naquele momento o rapaz estava em prantos, mal conseguia falar, mas com gestos confirmava aquela história que por várias vezes contou a namorada. Ao ouvi tal relato da jovem, o casal que naquele momento já tinha perdido a esperança de o reencontrar, conseguiu ver o retorno do filho naquela manhã de domingo.

História completa AQUI

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

É lindo

Ser feliz com a felicidade de que se ama.

Reflexão

Versos fragmentados

Versos reflexivos

Versos

Meu mundo